Me acostumei

| |


É acho que eu me acostumei com você,com a sua presença não física constante,com as palavras que não saiam da sua boca,mas das suas teclas e eu ouvia como se tua voz acabasse de tê-las pronunciado.
E mais uma vez eu me peguei olhando para uma tela brilhante procurando uma notinha sua,algo que mostrasse que você se importa,mas é difícil demais acalmar o coração enquanto te vejo digitar e digitar,palavras sem fim.No meio disso tudo meu cérebro resolve me confrontar "que tipo de idiota você é?" é o que ele diz,eu simplesmente respondo "o tipo de idiota apaixonada,que pensa ver amor em tudo,é desse tipo que eu sou".
É acho que eu me acostumei erradamente em te ter sempre disponível,respondendo minhas perguntas banais só pra iniciar uma conversa ou não deixá-la morrer,me acostumei com você me impedindo de dormir porque falava comigo e eu sempre respondia prontamente sem querer,realmente,pegar no sono.E quando nos despedimos eu logo sinto vontade de te chamar de novo,só pra ter certeza que vai responder quando eu mandar e não vai me deixar qualquer dia desses.
Chamam isso de amor platônico,eu acho,mas a diferença é que você sabe,mesmo depois desses anos eu sei que você sabe que mexe comigo,e talvez ainda estar aqui é forma de dar colo ao seu ego e sentir-se bem em meio a tudo isso.
É eu me acostumei com você,mas a culpa foi sua.Esse jeito doce que me arrancou o primeiro sorriso,a primeira conversa que tivemos como se as palavras sobrassem em nosso vocabulário,e eu queria que durasse pra sempre você me olhando enquanto eu falava de algo que você se interessava,porque de certa forma meu coração se acostumou aos saltos constantes que aconteciam quando você se aproximava de mim.
Eu me acostumei com seu cabelo meio despenteado que você nunca deixou eu tocar,e com as suas risadas quando falava algo de mim,surpreendentemente eu me acostumei a te ver todos os dias de manhã no mesmo lugar,sentado do mesmo jeito e com a mesma cara de quem mal dormiu.Me acostumei a estar entre suas marcações e colegas citados,pensando que de alguma forma eu seria mais lembrada do que eles.
 É,eu me acostumei,e agora é difícil desacostumar,porque a sua presença não física constante me acalma,me alegra,me completa.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido a postagem
Conte-me o que achou *--*
Deixe seu link nos comentários para que eu possa retribuir a visita <3
Se preferir para deixar seu link use
Esse código para comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger
Edição e Design: Jennyfer Aguillar || Todos os direitos reservados © 2016