29 de dezembro de 2017

Novas pessoas

2 comentários: | |

"Novas pessoas, novos horizontes" foi isso que a minha amiga me disse quando eu mudei de lugar, ela achava que mudar me faria bem, e fez mesmo, tem sido uma experiência única, foi aí que eu comecei a refletir sobre quantas pessoas entraram e saíram da minha vida nesse ano, foram muitas,isso eu garanto, algumas foram um presente, outras uma dor incapaz de explicar, mas todas trouxeram seu aprendizado.

Um grande amigo me disse certa vez que eu sabia refletir de modo único meu pensamento, que meu pensamento era diferente, realmente, cada nova pessoa que eu conheci me fez aumentar as ideias, tirar mais conclusões, errar, acertar, me deixar levar, é como navegar em um rio sem saber ao certo o destino, o barco balança, o vento desestabiliza, mas você continua, com ou sem remo, você navega porque o caminho te agrega, o caminho é o que vale mais.

Queria poder explicar o que esse pequeno navegar tem feito comigo, o quanto me modificou e me enriqueceu cada pedaço dessa jornada, um ciclo que se renovará no dia 31,pronto para mais uma aventura, não sei como vai ser, quantas pessoas novas chegarão, só sei que esse barco aqui ainda há de navegar muito e passar por muitas tempestades, há de ancorar em alguns corações, naufragará algumas esperanças,mas persistirá, como a força que tal amigo me atribuiu, uma pessoa em alto mar, flutuando...

27 de dezembro de 2017

Não quero um amor de propaganda

2 comentários: | |

Não quero um amor de propaganda, daqueles cheios de sorrisos e pessoas estáticas, onde tudo é sempre bonito e arrumado, quero umas brigas bobas pelo controle da tv, e a música alta que você se incomoda, não quero um amor moldado, porque ele acontece enquadrado e fechado, e o amor, assim, morre de asfixia.

Não quero um amor de propaganda,  uma declaração em um outdoor ou de capa de revista, quero a gente sozinho num canto assistindo aquele filme que cê prometeu nunca ver comigo porque era romance demais para a sua vida, quero o beijo inesperado e fora de contexto, uma fagulha acesa só pelo olhar, não quero um amor parado no tempo, porque, assim, ele vira pó.

Não quero um amor encenado, com falas para os participantes e figurinos combinando, não quero ser o seu status do Facebook ou a pessoa que você fala para a família toda e nunca apresentou, quero aquela festa de criança, onde a gente se esconde deles só para aproveitar um momento de sossego, quero um amor que sobrevive a um final de semana sem se ver e que mata toda a vontade na semana seguinte, não quero um amor de conto, porque contos terminam e ,assim, o amor fica só de lembrança.

Não quero um amor de propaganda, quero um amor que se mostre e se nivele a mesma medida, que saiba quando resplandecer, mas que saiba também quando ficar guardado entre dois corações, um amor que dure, e não desmanche na próxima estação...

25 de dezembro de 2017

Natal

2 comentários: | |
Tema do Google desse ano

365 dias atrás eu olhei para o céu mais uma vez, quis agradecer, quis resplandecer, e só de olhar para cima eu transbordei, não foi fácil chegar até aqui, nem para mim, nem para Ti, cada um de nós teve suas batalhas, suas perdas, seus ganhos, os choros e os risos, chegamos aqui com cicatrizes e seguiremos adiante.

Haverá mais 365 dias para se reerguer, para rir,chorar, para transbordar...Hoje não recebo,nem darei presentes, o melhor presente já me foi dado anos atrás, quando com um choro forte cheguei com vontade de ficar, bati o pé e finquei raízes, eu renasci...

Aproveitemos mais esse dia, não nos esqueçamos "vamos juntos, de mãos dadas" nós e o mundo, e não nós contra o mundo... 

22 de dezembro de 2017

Você não precisa ser melhor que ninguém

2 comentários: | |

Você não precisa ser melhor que ninguém, não precisa se comparar aos seus amigos, seus colegas, as pessoas à sua volta, você só precisa ser sua melhor versão todos os dias...
Você precisa acordar com um sorriso em plena segunda feira e se olhar no espelho para enxergar a pessoa que mais vale a pena nesse mundo, você precisa parar de achar que alguém é melhor que você só porque você não consegue fazer algo, você não precisa ser bom em tudo, mas precisa pôr seu melhor em tudo que fizer.

Você não precisa ser melhor que seu irmão, seu primo, seu melhor amigo, você não precisa chegar ao topo da sua vida aos 20 e poucos, você tem o direito de errar e se sentir confuso, você tem o direito de se machucar e se questionar, só não pode duvidar da sua capacidade, porque você é capaz, mais do que qualquer outra pessoa.

Você não precisa ter a profissão dos sonhos dos seus pais ou seus avós, você não precisa se formar aos 22 ou ter uma família aos 25, não precisa comprar o último lançamento ou ter todos os acessórios da moda, você não é pior do que ninguém por não se apegar aos bens materiais, você pode conquistar coisas que ninguém chegou a imaginar, mas não duvide de si mesmo, você precisa continuar.

Você não precisa ser melhor que ninguém, e sabe por quê?
Porque quando a escuridão te assombra só você vai enfrentar, quando o medo e a dor chegarem é você quem os vai espantar, quando a luta for difícil e insuportável é você quem vai continuar, e ninguém sabe da sua história, é você quem vive, é você quem está aqui, sua vida é somente sua e nada mais importa.

20 de dezembro de 2017

Melhores quotes: Zack Magiezi

2 comentários: | |
Hoje é dia de Quotes e nada melhor do que usar os do Zack Magiezi,confira só e me conte dos seus preferidos :D

http://78.media.tumblr.com/223548a900cc9a6cd761e7b4ee2275cf/tumblr_nzh92lKBNP1sthf15o1_1280.jpg

https://scontent-sea1-1.cdninstagram.com/t51.2885-15/s480x480/e35/20838942_263944794093899_3687805151097126912_n.jpg?ig_cache_key=MTA3NDg4ODM0ODMxODM3NjA1Mw%3D%3D.2
https://scontent-sea1-1.cdninstagram.com/t51.2885-15/e35/13116576_1180222672010750_880484783_n.jpg?ig_cache_key=MTI0NzUzNjAxOTc3NTE4MDg3NQ%3D%3D.2
https://scontent-sjc2-1.cdninstagram.com/t51.2885-15/s640x640/sh0.08/e35/23734629_127929834553938_1572265202102042624_n.jpg 

https://i.pinimg.com/originals/e0/38/73/e038739bf467c7c283926dbc95a68ce9.jpg 

https://i.pinimg.com/originals/db/2b/30/db2b30d46ba0ec2352d8210a6f717e13.jpg





Sobre o autor:







34 anos, atualmente morando em São Paulo,escritor,fotógrafo,e dono de milhares de suspiros femininos.
Avulso

Divagações de uma pessoa a vagar.


Site: https://zackmagiezi.com.br/2017/
Facebook: https://pt-br.facebook.com/zackmagiezi/
Instagram: https://www.instagram.com/zackmagiezi/?hl=pt-br

18 de dezembro de 2017

Amor a gente não mendiga

4 comentários: | |


Amor a gente não mendiga, não mesmo, tem que ser dado de graça, de mãos abertas e peito disposto a se entregar, não deve ter contrato, nem promessas, precisa ser livre de cobranças, porque por si mesmo ele já vai mostrar seu propósito, amor tem que ser solto...

Amor não pode ter preço, porque quando tem preço vem de brinde o prazo de validade, e o amor não pode vencer, não, amor tem que caber numa infinidade, no meio de um abraço apertado,no encontro de lábios apaixonados, amor tem que ser independente...

Amor a gente não implora, não pede, a gente ganha, como aquele presente tão esperado, mas, na verdade, o amor vem de repente, se instala no peito de gente, de mansinho vai ganhando um cantinho, fica, não precisa nem de direção, ele já sabe bem para onde vai e chega ao destino no tempo certo.

Amor não é plano B, não é tapa buraco, nem tampa de panela, amor não serve de consolo ou uma medida desesperada, amor é outra coisa, é furacão, é bagunça e esperança, é transbordar.

Amor a gente não mendiga, porque quando você precisa mendigar, já não é mais amor...

15 de dezembro de 2017

Como esquecer

4 comentários: | |

Enfim eu...Queria saber como esquecer, como apagar da memória cada abraço e cada beijo que você me deu, como fazer meu cérebro entender que não há "nós" e desapegar de uma vez por todas desse sorriso que ele tanto ama.

Queria saber como esquecer, como limpar a mancha que ficou no meu peito quando você resolveu se instalar ali sem me pedir permissão, fixou na minha mente palavras que pareciam sinceras, mas nunca passaram disso, palavras, aleatórias e desenhas, queria ter o poder de esquecer...

Queria apagar seu jeito gravado na minha memória, seu cheiro que grudou na roupa e todas as manias que eu fiz questão de,inconscientemente,pegar de você. Queria esquecer todas as vezes em que dançamos na chuva e contamos histórias sobre coisas que ninguém mais sabia, queria saber como fazer esse coração, tão bobo, parar de bater por um amor que não existe mais e que ele pare de disparar quando eu, sem querer, lembre de um momento que eu queria esquecer.

Queria saber como esquecer o trajeto que me levava a você, simplesmente me perder pelo caminho e voltar a estaca zero, voltar para o conforto que eu tinha antes de você, antes de não saber como te esquecer...

Queria saber como esquecer, e esquecendo eu conseguiria voltar a viver...



***Esse texto faz parte da Blogagem Coletiva do grupo Blogs Up : "Texto começado por: Enfim eu..." ***

13 de dezembro de 2017

Resenha | Depois de Auschwitz

4 comentários: | |

Título: Depois de Auschwitz
Autor: Eva Schloss
Ano: 2013
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 304

"Os austríacos eram muito conhecidos por serem pessoas encantadoras e descontraídas.Como descobri depois, eram "nazistas encantadores"- sorridentes e agradáveis ao comemorar a volta de Hitler para a fronteira depois de Anschluss entre a Alemanha e a Áustria em 1938"

Sinopse:

Em seu aniversário de quinze anos, Eva é enviada para Auschwitz. Sua sobrevivência depende da sorte, da sua própria determinação e do amor de sua mãe, Fritzi. Quando Auschwitz é extinto, mãe e filha iniciam a longa jornada de volta para casa. Elas procuram desesperadamente pelo pai e pelo irmão de Eva, de quem haviam se separado. A notícia veio alguns meses depois: tragicamente, os dois foram mortos. 

Este é um depoimento honesto e doloroso de uma pessoa que sobreviveu ao Holocausto. As lembranças e descrições de Eva são sensíveis e vívidas, e seu relato traz o horror para tão perto quanto poderia estar. Mas também traz a luta de Eva para viver carregando o peso de seu terrível passado, ao mesmo tempo em que inspira e motiva pessoas com sua mensagem de perseverança e de respeito ao próximo – e ainda dá continuidade ao trabalho de seu padrasto Otto, pai de Anne Frank, garantindo que o legado de Anne nunca seja esquecido.



"Eu estava viva, mas teria que reaprender a viver e a encontrar o meu lugar em um mundo que muitas vezes não queria saber dos horrores que eu tinha presenciado."

Opiniões da blogueira:

Eva nunca pensou que sobreviveria a Auschwitz,o mais poderoso e temido campo de concentração da era nazista, mas por sorte ou ironia do destino, ela consegue sair do campo com sua mãe e tenta recomeçar a vida longe de tudo e todos que Eva já conheceu e amou em sua vida.
Esse livro é um relato triste, não espere por floreios e palavras sutis, ele vai pegar tudo o que você já conhece desse período e aumentar ainda mais os horrores e aflições que você já sentiu lendo outros livros.

Eva não era uma pessoa fácil de lidar, mas sempre foi determinada, foi essa determinação que fez dela uma adulta com cicatrizes muito bem guardadas e escondidas na memória, traz suas dúvidas e desesperos quando,ainda criança,tentava entender o que eles haviam feito de errado pelo simples fato de serem judeus e como seguir em frente depois de perder um pai e um irmão que sempre foram sua base.

Eu passei o livro todo angustiada e chorando, pelo simples fato de ser muito sensível e o livro de Eva ter despertado esses sentimentos tão fortes, recomendo que tenham fibra ao ler e que façam com muita calma e absorvendo cada palavra.


"Porém, nós nos encontramos, e nossas vidas mudaram para sempre- e para melhor"

Curiosidade:

Imagem relacionada Imagem relacionada
Eva não era irmã de sangue de Anne Frank,conviveu com ela quando mais nova, e se tornou filha de criação de Otto Frank(pai de Anne) quando ele resolveu se casar com Fritzi(mãe de Eva),assim ambos dedicaram a vida deixar que o legado de Anne sobreviva e Eva dá continuidade a essa tradição.

"As crianças são muito diferentes umas das outras, e agem de maneira diferente também, mas aonde vou sempre encontro jovens dispostos a ouvir a minha história e a minha mensagem- e isso me traz esperança para o futuro do mundo"

Onde achar?


-Saraiva--R$ 28,90
-Livraria Cultura--R$39,90
-Estante Virtual--18,90
-Ler onlie-- Skoob
-Ler online-- Le Livros

É isso,espero que tenham gostado da resenha e que leiam :D
Beijos ^.^

11 de dezembro de 2017

Ao vencedor, os amores

2 comentários: | |

Ao vencedor, os amores, as lutas, as perdas, os sacrifícios, os tropeços e sandices que a vida sabe ter, que este ganhe a sabedoria vinda do sentimento que mais atropela a alma, e saiba reconhecer nele a virtude de si mesmo.

Ao vencedor, o reconhecimento pela batalha travada, que pode nos levar ao fundo de nós mesmos e acabar por dilacerar algumas verdades que cultivamos anteriormente, que possamos ver a verdadeira forma desse vencedor e buscarmos ser como ele, já que a vida sem amor é vazia.

Ao vencedor meus sinceros agradecimentos, por abrir caminho e ensinar essa minha rebelde mente a aprender a arte de seguir em frente, e mesmo tendo no peito a insígnia da dor consegue cultivar o mais puro sentimento diante dos meus olhos cansados e tentados a fechar.

Ao vencedor, os amores, as medalhas de ouro e os brasões, deixe estampado seu nome nos jornais, exiba sua caminhada orgulhosamente nas telas para multidões, deixe que gritem e ecoem suas histórias e que não se morram pelo trajeto.

Ao vencedor, todas os méritos, pois nem todos nós conseguimos, nem todos nós merecemos, mas cada vencedor chega ao final da linha com a certeza de que conseguiu mais uma vez se superar...

8 de dezembro de 2017

Em minha gaveta

9 comentários: | |

Em minha gaveta se escondem os mais profundos segredos de uma alma um tanto quanto ensandecida e desigual, palavras caricaturais de uma mente espaçosa e inútil, fragmentos sem forma definida que flutuam na imensidão dos meus "eu" tentando se infiltrar nos espaços vazios de um trecho completamente egoísta de mim.

Em minha gaveta há um enorme monte de papéis preenchidos completamente a esmo, na intenção de que eu conseguisse me expressar e deixar fluir, dedicatórias sem nomes definidos, descrições exatas de pessoas que nem sequer saberiam ser descritas, e, em vão, leriam essas palavras sem nem serem atingidas.

Em minha gaveta estão as cartas que me arrependi de escrever, os versos que alguém não mereceu, as histórias de amor que tiveram seu final, os medos, angústias e devaneios de alguém que não sabe fazer nada além de rabiscos tortos que são preenchidos por tinta como se fossem veias sedentas de sangue e, quando escurece, não sabe como iluminar.

Em minha gaveta eu me vejo, me reflito, sou egoísta e antipático, me fecho e só converso com as palavras, pessoas, aos montes, não me convém, desisto de tentar entender o que tudo isso representa, são apenas pensamentos de uma mente espaçosa e inútil, numa alma um tanto quanto ensandecida e desigual, em minha gaveta há quem eu sou, sem tirar nem pôr, apenas meu EU.

6 de dezembro de 2017

Pensamentos no Silêncio

14 comentários: | |



O texto de hoje é uma colaboração de um incrível parceiro,o Wellington do Blog Alívio Imediato,queria agradecer imensamente por ter aceito a proposta e ter criado esse texto comigo :D

No silêncio dos meus pensamentos tudo grita,como um auto falante que ecoa por horas tentando me lembrar da sua ida, me fazendo questionar todas as certezas que eu já tive um dia e fazendo transbordar em mim fragmentos completamente aleatórios de você.

Por sua ausência presente em meus longos dias, tudo ao redor me faz lembrar de ti. Já li dezenas de vezes seus livros favoritos, hoje entendo seu fascínio por essa coleção que fiz questão de comprar. Nos trechos mais românticos sinto sua presença, meu coração acelera e posso ouvi-lo no silêncio dessa madrugada fria e solitária.

Eu,inerente ao tempo que passa, sobrevivo com os passos lentos da minha caótica mente, chamando por um ser que não voltará mais e tentando juntar o que sobrou de mim mesmo no escuro, como se as peças fossem se encaixar novamente, eu sei que não vão...
Ah essa minha mente...

Insiste em sonhar em momentos só nossos, me faz sorrir novamente porque sonhar contigo ainda é minha unica opção. Por não acreditares em meus sentimentos queres levar meus sonhos e meu sorriso. Imploro que não os leve contigo, são nossos deixe-me cultivar esse amor por amor a ti, na esperança que tudo se encaixe um dia.

Uma cópia gravada na memória como um imã de geladeira que a gente não se desfaz, pode desbotar, rasgar, quebrar, mas ele continuará lá, intacto em sua conjectura...

Me questiono que amor é esse que  suplica, procura e me rejeita. Parece não perceber que ele nasceu de coisas pequenas... Simplesmente, a arte de se dar. São coisas inevitáveis, como o fim que um dia chega. E me atormenta não viver o presente amarrado às interrogações que te prendem e sufocam seu ser, com isso, nem ao menos quis saber se eu caminharia sem você...


Obrigada Wellingnton :D

4 de dezembro de 2017

Resenha | O Caso dos Dez Negrinhos

2 comentários: | |

Título: O Caso dos Dez Negrinhos(E não sobrou nenhum)
Autor: Agatha Christie
Ano: 1939/ 2000(Edição Globo)
Editora: Editora Globo
Páginas: 219


Sinopse:


Dez pessoas diferentes recebem um mesmo convite para passar um fim de semana na remota Ilha do Negro. Na primeira noite, após o jantar, elas ouvem uma voz acusando cada uma de um crime oculto cometido no passado. Mortes inexplicáveis e inescapáveis então se sucedem. E a cada convidado eliminado, também desaparece um dos soldadinhos que enfeitam a mesa de jantar. Quem poderia saber dos dez crimes distintos? Quem se arvoraria em seu juiz e carrasco? Como escapar da próxima execução?

"Dez negrinhos vão jantar enquanto não chove; 
Um deles se engasgou e então ficaram nove. 
Nove negrinhos sem dormir: não é biscoito! 
Um deles cai no sono, e então ficaram oito. 
Oito negrinhos vão a Devon de charrete; 
Um não quis mais voltar, e então ficaram sete. 
Sete negrinhos vão rachar lenha, mas eis 
Que um deles se corta, e então ficaram seis. 
Seis negrinhos de uma colméia fazem brinco; 
A um pica uma abelha, e então ficaram cinco. 
Cinco negrinhos no foro, a tomar os ares; 
Um ali foi julgado, e então ficaram dois pares. 
Quatro negrinhos no mar; a um tragou de vez 
O arenque defumado, e então ficaram três. 
Três negrinhos passeando no Zoo. 
E depois? O urso abraçou um, e então ficaram dois. 
Dois negrinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então ficou só um. 
Um negrinho aqui está a sós, apenas um; 
Ele então se enforcou, e não ficou nenhum."



Opiniões da blogueira:


Eu sou meio suspeita para falar da Agatha, já que ela é a minha autora preferida desde 2013 quando tive o primeiro contato com suas obras, o jeito como O Caso dos Dez Negrinhos foi desenvolvido, sem nem deixar resplandecer o culpado, me fez transformar esse livro em um dos meus Top 10, mas vamos à história:

10 pessoas são convidadas para passar uma semana na Ilha do Negro, um lugar afastado da civilização onde só é possível chegar de barco ou lancha, já na primeira noite são levados ao pânico por uma voz misteriosa que os acusa de crimes não investigados ou absolvidos pela justiça, a morte de uma criança afogada, uma negligência ao socorrer a patroa, um envio premeditado para a morte, uma cirurgia mal feita, uma sentença oposta ao que se esperava, o massacre de inocentes, uma gravidez que levou a graves consequências, o testemunho falso que levou à morte, e um atropelamento com duas vítimas fatais.
Todos se explicam e tentam convencer os demais de sua inocência, porém, ao se verem sozinhos e isolados na Ilha, eles só tem uma certeza: O assassino só pode ser um deles.

Uma a uma as mortes vão acontecendo, seguindo os versos de uma trova infantil, e quanto menos pessoas sobram mais dúvidas surgem, apenas no último capítulo o assassino se revela, em forma de carta, quando a Scotland Yard não tem mais pistas para seguir.

O mais me impressionou nesse livro foram os quinze capítulos de puro suspense e um epílogo de tirar o fôlego, o jeito como Agatha construiu a história sem nem ao menos nos fazer suspeitar, esse é o livro que eu considero mais bem construído por ela e acho que é uma leitura válida para qualquer momento, eu li em junho de 2016 a primeira vez e reli agora em novembro de 2017, na releitura consegui me impressionar ainda mais,recomendo muito que leiam.



Onde achar?

- Estante Virtual --R$16,00
- Saraiva-- R$ 24,90
- Ler online-- Skoob
Ler online-- Le livros


Esse é mais um livro fantástico da Agatha,espero que leiam e se aventurem nessa busca pelo assassino.
E você,já leu algum título da autora? Me conta :D

1 de dezembro de 2017

Parabéns para nós

4 comentários: | |

Hoje, 1 de dezembro, comemoramos mais um ano de Little Wonders.
São três anos de textos, resenhas, e muitas histórias construídas.
Só quero agradecer a cada um de vocês e vamos em frente, rumo a mais um ano recheado de blog pra gente rsrs.
Como dizia um grande sábio
"Somos o que repetidamente fazemos, a excelência, portanto, não é um feito e sim um hábito"

Olhe para mim

4 comentários: | |

Olhe para mim, talvez possa me enxergar, talvez consiga me ver nessa imensidão de confusões que eu tenho, e, assim, talvez, possa entender como eu ainda continuo, dia após dia, com ânsia de seguir em frente...
Olhe as minhas cicatrizes, os ralados e os pontos, veja o que já me foi proporcionado, dores que remédio nenhum estancou, mas que foram necessários no momento para me fazer compreender um fato da vida "ela sempre continua".

Olhe para mim, esses olhos cheios de lágrimas, o cabelo fora do lugar, a dúvida estampada no olhar, veja, que mesmo assim eu prossigo, é necessário, é um alívio, porque ficar parado no mesmo lugar aciona o fracasso e ele teima em nos fazer reféns...

Olhe para mim, eu digo que é preciso ser como um barco navegando em alto mar, o sol pode brilhar e guiar o caminho, mas também haverá tempestade, seu barco não é frágil, ele aguenta os trancos, você pensa que não e quando vê já está atravessado o caminho, é preciso navegar, é preciso continuar...

Olhe para mim, eu sei que você consegue e você sabe também, só não quer acreditar, mas é preciso, porque a vida vai te chacoalhar até você despertar, vai doer e magoar sim, ninguém disse que seria fácil,mas como disse um grande sábio "Você vai ser feliz, mas antes a vida vai te ensinar a ser forte"
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger
Edição e Design: Jennyfer Aguillar || Todos os direitos reservados © 2014-2018