22 de junho de 2018

Poeta

Nenhum comentário: | |
Fonte

Em meio a tantos caos e 'não's da vida, eis que surge o poeta, um pedaço de gente numa gente inteira e que não sabe ficar parado, sua mão deseja escrever, sua alma necessita de palavras, sua alma anseia pela completude das histórias e eu fico à espreita, um mero espectador de mim mesmo, sem saber o que virá a seguir, ansiosamente tentando não me frustrar com esses passos tortos de poeta, eu aguardo as luzes se apagarem para que o show comece.

É mais uma noite em claro, porque, claro, meu poeta descansa pelo longo dia e resolve despertar pela madrugada, já perdi incontáveis folhas e cadernos com rascunhos que poderiam vir a se tornar bons livros, ou péssimos também, quem poderá saber?! E em meio a tantas palavras e sentimentos, eu espero que esse pedaço de gente poeta se sacie e me deixe dormir, ele não deixa, ele consome cada minuto da aurora, e vai se acabar lá pelas 10 da manhã, não deixo que ninguém leia, que ninguém descubra as construções desse poeta, eu apenas observo o que ele faz, espero, e não tento mais compreender, agora ele descansa, espere, eis que novamente surge o poeta.

Esse poeta não acredita em milagres, eu acredito, acredito nesse milagre que é o poeta dentro de mim, pessoas tão divergentes e tão apegadas, um traço desenhado aleatoriamente na minha existência, sem títulos ou rótulos, apenas poeta pedaço de gente no meu pedaço de gente, meu poeta, se é que ele me pertence, sem saber, eu só seguirei...

20 de junho de 2018

Os sonhos tem sua voz

Nenhum comentário: | |
Fonte

Hoje eu sonhei contigo de novo, mais um dia de saudade, de sentir o peito transbordando ouvindo sua voz em mim, mais um dia de lágrimas, sim, infelizmente ser forte ainda não é uma das minhas habilidades, porque eu sinto falta de você, tanta falta que eu não sei como lidar.

Já são cinco anos, né?! Cinco longos anos onde eu me apego ao que ficou de você aqui, as fotos, o sorriso e o olhar brilhante no meu celular, me disseram que tudo que eu preciso ter de você está na minha mente e no meu coração, mas eu tenho medo, sabe?! Medo de te deixar se perder de mim, e isso é o que dói mais.

Meus sonhos tem sua voz, mesmo que você mal soubesse falar, mesmo sabendo que eu nunca tive tempo o bastante pra te ouvir chamar meu nome, ou entender quem eu era pra você, sinto sua falta querendo que o tempo congelasse antes de você sair daqui.

Eu sei, palavras infelizmente não podem te trazer de volta, são planos maiores que eu ainda não compreendo, e ainda aceito com uma dificuldade infinita, mas é por elas que eu me deixo exprimir tudo aquilo que meu coração insiste em guardar a sete chaves e não dizer.

Eu sinto sua falta, acho que todos nós sentimos, cada um a sua maneira, cada um com a sua dor, mas eu lhe escrevo nesse momento, porque sei que você está aqui, em algum lugar do meu lado, sorrindo pra mim com esse seu sorriso incompleto que me sorriu desde o primeiro dia em que te vi, e esses olhos brilhantes que iluminam meus caminhos, onde quer que eu vá...

PS: 5 anos em que eu aprendi uma frase muito valiosa do Rosas de Saron"Eu aprendi sem a gramática, que a saudade não tem tradução" 

28 de maio de 2018

Eu não digo

Nenhum comentário: | |

Nos dizem para não demonstrar muito,que o mundo se aproveita de nossas fraquezas,que nos faz perecer lentamente no caos em que se projetam nossos erros.Mas eu sinto,e sinto muito. Sou inconstante e super expansiva que não tem controle sobre as ações impulsivas e geralmente se arrepende.
Eu não digo a ninguém que por vezes me isolo tentando encontrar em mim um sentido quase sempre perdido, e que em tardes de Domingo minha cama é o único conforto que eu quero encontrar,não me leve a mal,eu não sou do tipo que detesta a tudo e a todos,eu só preciso da minha melancolia para dar vazão aos sentimentos que emanam de mim.

Eu também não digo que meus medos regem grande parte das minhas escolhas, mesmo sabendo que fatalmente algumas oportunidades se perdem pelo caminho, algumas vezes meus medos se sobressaem, e dominam esse ser completamente frágil iluminado pela luz do luar. E eu tento reprimir esses medos, tento inconscientemente transformar minha mente para se abrir mais e entender sobre o que o mundo nos pede em retribuição, mesmo assim meus medos continuam lutando, forças escuras que se propagam e se estendem nas vielas da minha existência.

Eu não digo muito, não digo quase nada, é difícil compreender o que se passa aqui dentro,o mundo parece uma parte pequena quando se tratam dos meus pensamentos, eu não digo, mas sinto, e sinto muito.

21 de maio de 2018

Responsabilidades

Nenhum comentário: | |

"Grandes poderes exigem grandes responsabilidades", já ouviu essa frase?De um filme, talvez?! Mas uma verdade absoluta.

Se você deseja ou almeja a um cargo melhor, se quer reconhecimento pelo que faz, se tem a necessidade de se sentir grandioso, você deve ter grandes responsabilidades, nem sempre agradáveis ou estimulantes, mas cada uma delas importante para o seu aprendizado e crescimento, é isso que a vida exige de você, de espontânea vontade ou te fazendo apanhar para corresponder.

Todas as batalhas pelas quais você passa,os tombos e os ralados, te criam para o que vem à seguir, te transformam na pessoa que você é e moldam quem você virá a ser, independente das suas escolhas e dos seus caminhos, você sempre vai absorver e internalizar as ideias e conceitos, você vai mudar e ser mudado por suas experiências; e mesmo assim vai prosseguir.

Você vai perder também e vai perder muito, vai perder pessoas e coisas materiais, vai sentir dor e sangrar, mas isso é a vida te ensinando a ser forte, é ela te dando a responsabilidade de superar, não esquecendo, porque esquecer é impossível, porém mesmo com a lembrança você será capaz de continuar.

14 de maio de 2018

Um brinde à quem me atura

Nenhum comentário: | |

Eu acho estranho escrever para as pessoas, como uma carta confessional ou algo assim, dizer o que está guardado nessa mente expansiva e cheia de sentimentos malucos, mas tem pessoas que merecem, principalmente aquelas que aturam nosso mau humor e nossos gritos fora de hora, então eu escrevo e dedico à você que ainda me atura.

A pessoa que é fofa quando eu estou no maior pico do meu estresse, que surge com um chocolate por dia do nada e fica toda hora me pedindo para falar o motivo da minha cara de cansaço ou desânimo, que se importa quando eu vou embora e não somente fala, mas me faz ficar bem.

Os abraços fora de hora quando eu mais preciso, e as lições de moral que eu fatalmente preciso ouvir, que atura meu jeito grosso de falar o que penso sem refletir nas consequências ou na possível mágoa que isso pode causar, e que ainda assim, com toda essa minha chatice fica por perto e ouve meus desabafos ou me deixa quieta no meu canto quando eu preciso ficar.

Um brinde à você, que está sempre tentando me ajudar a entender meu mundo, que me provoca, mas consegue me trazer paz, que implica com tudo e me chama de feia, chata, insuportável em tantos momentos que eu quase chego pensar que algo daí pode ser verdade, mas que acima de tudo me atura e tenta entender essa personalidade bipolar e essa minha vontade de jogar tudo para o alto.

Um brinde à você, que mesmo com todos os meus defeitos ainda se mantém firme do meu lado, que se importa comigo mesmo quando eu sou grossa, que me elogia por coisas simples e me faz sorrir, obrigada por tudo, esse texto é para você.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger
Edição e Design: Jennyfer Aguillar || Todos os direitos reservados © 2016