28 de maio de 2018

Eu não digo

Nenhum comentário: | |

Nos dizem para não demonstrar muito,que o mundo se aproveita de nossas fraquezas,que nos faz perecer lentamente no caos em que se projetam nossos erros.Mas eu sinto,e sinto muito. Sou inconstante e super expansiva que não tem controle sobre as ações impulsivas e geralmente se arrepende.
Eu não digo a ninguém que por vezes me isolo tentando encontrar em mim um sentido quase sempre perdido, e que em tardes de Domingo minha cama é o único conforto que eu quero encontrar,não me leve a mal,eu não sou do tipo que detesta a tudo e a todos,eu só preciso da minha melancolia para dar vazão aos sentimentos que emanam de mim.

Eu também não digo que meus medos regem grande parte das minhas escolhas, mesmo sabendo que fatalmente algumas oportunidades se perdem pelo caminho, algumas vezes meus medos se sobressaem, e dominam esse ser completamente frágil iluminado pela luz do luar. E eu tento reprimir esses medos, tento inconscientemente transformar minha mente para se abrir mais e entender sobre o que o mundo nos pede em retribuição, mesmo assim meus medos continuam lutando, forças escuras que se propagam e se estendem nas vielas da minha existência.

Eu não digo muito, não digo quase nada, é difícil compreender o que se passa aqui dentro,o mundo parece uma parte pequena quando se tratam dos meus pensamentos, eu não digo, mas sinto, e sinto muito.

21 de maio de 2018

Responsabilidades

Nenhum comentário: | |

"Grandes poderes exigem grandes responsabilidades", já ouviu essa frase?De um filme, talvez?! Mas uma verdade absoluta.

Se você deseja ou almeja a um cargo melhor, se quer reconhecimento pelo que faz, se tem a necessidade de se sentir grandioso, você deve ter grandes responsabilidades, nem sempre agradáveis ou estimulantes, mas cada uma delas importante para o seu aprendizado e crescimento, é isso que a vida exige de você, de espontânea vontade ou te fazendo apanhar para corresponder.

Todas as batalhas pelas quais você passa,os tombos e os ralados, te criam para o que vem à seguir, te transformam na pessoa que você é e moldam quem você virá a ser, independente das suas escolhas e dos seus caminhos, você sempre vai absorver e internalizar as ideias e conceitos, você vai mudar e ser mudado por suas experiências; e mesmo assim vai prosseguir.

Você vai perder também e vai perder muito, vai perder pessoas e coisas materiais, vai sentir dor e sangrar, mas isso é a vida te ensinando a ser forte, é ela te dando a responsabilidade de superar, não esquecendo, porque esquecer é impossível, porém mesmo com a lembrança você será capaz de continuar.

14 de maio de 2018

Um brinde à quem me atura

Nenhum comentário: | |

Eu acho estranho escrever para as pessoas, como uma carta confessional ou algo assim, dizer o que está guardado nessa mente expansiva e cheia de sentimentos malucos, mas tem pessoas que merecem, principalmente aquelas que aturam nosso mau humor e nossos gritos fora de hora, então eu escrevo e dedico à você que ainda me atura.

A pessoa que é fofa quando eu estou no maior pico do meu estresse, que surge com um chocolate por dia do nada e fica toda hora me pedindo para falar o motivo da minha cara de cansaço ou desânimo, que se importa quando eu vou embora e não somente fala, mas me faz ficar bem.

Os abraços fora de hora quando eu mais preciso, e as lições de moral que eu fatalmente preciso ouvir, que atura meu jeito grosso de falar o que penso sem refletir nas consequências ou na possível mágoa que isso pode causar, e que ainda assim, com toda essa minha chatice fica por perto e ouve meus desabafos ou me deixa quieta no meu canto quando eu preciso ficar.

Um brinde à você, que está sempre tentando me ajudar a entender meu mundo, que me provoca, mas consegue me trazer paz, que implica com tudo e me chama de feia, chata, insuportável em tantos momentos que eu quase chego pensar que algo daí pode ser verdade, mas que acima de tudo me atura e tenta entender essa personalidade bipolar e essa minha vontade de jogar tudo para o alto.

Um brinde à você, que mesmo com todos os meus defeitos ainda se mantém firme do meu lado, que se importa comigo mesmo quando eu sou grossa, que me elogia por coisas simples e me faz sorrir, obrigada por tudo, esse texto é para você.

11 de maio de 2018

Eu

Nenhum comentário: | |

É difícil me conhecer, eu me escondo demais, eu me isolo demais, eu sou toda cheia de sorrisos quando por dentro eu desmorono e ninguém vê, isso porque eu sempre fui assim, eu não consigo falar sobre o que sinto, eu apenas escrevo, e nem toda escrita me reflete, mas eu estou tentando demonstrar mais, não guardar pra mim, porque dói do mesmo jeito e é difícil ter sempre que pedir desculpas.

Eu sei dos meus defeitos, das falas mais altas quando quero mostrar que estou certa, da cara fechada quando não concordo com outra opinião, da forma como eu falo sem pensar e acabo magoando alguém, do jeito que eu explodo e falo até o que não deveria, eu não gosto disso em mim, mas eu tenho plena consciência do que está aqui e tento ao máximo controlar.

Eu também sei das minhas qualidades, coisas que as pessoas podem ou não reconhecer, mas que, na essência, eu sei que está aqui, como a facilidade em entender e decorar as coisas, no jeito como eu consigo escrever e passar uma emoção diferente em cada verso, da forma carinhosa que eu tento tratar as pessoas com as quais eu me importo muito, e de saber reconhecer quando eu erro, mesmo que isso me doa profundamente.

Por isso eu estou sempre no meio da corda bamba, entre lutar com os monstros internos que estão tentando sempre dominar meu pensamento e as coisas boas que eu ainda sou capaz de fazer, em não acreditar tanto em mim quanto eu deveria e ainda assim conseguir enxergar as qualidades de cada pessoa ao meu redor e tentar passar à elas o que de tão bonito eu vejo.

Essa pessoa sou eu, confusa, muitas vezes bipolar, que chora sozinha pra não mostrar a ninguém, que fica estressada do nada e com tudo quanto é coisa boba, que se acalma com um chocolate e um abraço apertado das pessoas certas e que se desculpa, mesmo quando não estava errada só para ter sua paz restaurada. Eu, tão cheia de palavras que não sabe nem definir a si mesma, que se ama e se odeia por tantas coisas diferentes, que tenta a todo custo esconder sua essência e só se mostra quando tem a confiança nas pessoas, uma pessoa pequena com pensamentos e sonhos infinitamente maiores, assim, desse jeito, complicado, essa sou eu.

9 de maio de 2018

Por que as pessoas não escrevem como antes?

Nenhum comentário: | |

A escrita liberta, isso é um fato, mas ela também é pesada, ela te dá um trabalho infinito, te faz rir, te faz chorar, te fazer sentir raiva e também te faz descansar, esse é um dos principais motivos de não se escrever como antes.

Eu mesma tenho minhas fases, nos momentos mais difíceis eu me isolo de tudo e nem a escrita me ajuda a relaxar, eu também acabo renegando a escrita, com muito pesar, não sei explicar muito bem porque, mas acontece e eu digo, com toda a sinceridade, que entendo que não consegue mais escrever, quem acha difícil, quem acaba por fazer qualquer outra coisa, porque escrita dá trabalho, mesmo quando seus frutos são maravilhosos.

Mas eu sempre volto à escrita, é inevitável, ela me procura nos momentos mais inesperados, ela não desiste de mim mesmo quando eu penso ter desistido dela, talvez seja essa a graça para mim, saber que, de uma forma ou de outra, nós sempre nos reencontramos, sempre estamos conectadas na palavras mais simples e eu gosto disso.

E eu também sei que é uma questão de costume, quanto mais você descobre a escrita, mais você quer escrever, quanto mais admira um texto, mais quer fazer algo parecido com ele, e a escrita se renova em muito corações, mesmo que tantos outros estejam fechados, a escrita encontra seu jeitinho de se manter presente e mesmo que a maioria das pessoas não escreva como antes ainda contém a escrita nos versos mais simples, porque a escrita faz de nós o que somos, simplesmente humanos.

http://redirect.viglink.com/?format=go&jsonp=vglnk_152322024956612&key=172579b97fa4d5e8c1a3c2918a03e499&libId=jfr9yftn01012xfz000DAkgcu062r&loc=http%3A%2F%2Flittlewonderscrm.blogspot.com.br%2Fsearch%3Fq%3Dblogs%2Bup&v=1&out=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fgroups%2Fblogsup%2F&ref=http%3A%2F%2Flittlewonderscrm.blogspot.com.br%2F&title=Little%20Wonders%3A%20Resultados%20da%20pesquisa%20blogs%20up&txt=Blogs%20Up

7 de maio de 2018

Mostrar que se importa

Nenhum comentário: | |

O cuidado está nas palavras também, no gesto, naquele doce que você ganha fora de hora e sem esperar, no conselho bem dado, no abraço que esmaga dá colo para os seus pensamentos mais confusos, o cuidado está no olhar e na forma de se dirigir a você, na vontade de abraçar sempre que te vê e não te soltar com facilidade.

Mostrar que se importa, dizem, é o maior desafio desse século, mas é necessário se importar e mostrar importância, porque nem todo mundo sabe a diferença que faz na sua vida, até que você diga ou expresse o sentimento que você tem pela pessoa.

Cuidar, sentir-se cuidado te ajuda a enfrentar obstáculos e seguir adiante, com calos e cortes que são tratados quando alguém cuida de ti, não de forma dependente, mas de livre e espontânea vontade, que fica perto, que sabe ouvir, se faz presente sem pedir nada em troca, essas são as pessoas que você precisa em sua vida.

Pessoas que mostram que se importam, que ficam do seu lado mesmo no seu pior momento, que vão te abraçar e implicar contigo até te arrancar um sorriso, porque você é importante, é especial de alguma forma para elas,então valorize, mostre você também, porque reciprocidade é tudo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger
Edição e Design: Jennyfer Aguillar || Todos os direitos reservados © 2016