Devaneios da Idade

| |
Image and video hosting by TinyPic

Sente-se,fique confortável,a história será longa,não tão longa assim,tenho mania de exagerar,bem seja,qualquer mania minha é excessiva,enfim,pegue uma xícara,beba o café ou o chá por hora,enquanto os pães de queijo assam ao forno,deixe eu lhe contar o que não entendo por cá.
Vivi muito tempo,não espere,não foi tanto assim,deixe-me recomeçar...
Vivi suficientemente para não entender a humanidade,eixos de ódio,violência,opressão e tudo isso do ser humano contra o próprio,vivemos na época do “veja,mas não fale”, “ouça,mas não se manifeste”, “viva,mas seja preso em tudo”.
Nunca entendi essa lógica,nunca quis entender,os homens não são ilhas,mas vivem como se no mundo só houvesse eles,ninguém mais ao redor,veja bem,não quero me expressar mal e acabar sendo deixado ao relento,mas é sempre isso que acontece não é?!
Falamos demais e somos punidos,falamos de menos e somos punidos,não entendo a humanidade,e talvez nunca chegue a entender...
O bom da vida é se fazer de cego em alguns momentos.
Mas em cegar tem seu preço, é não poder reclamar se não há atitude por sua parte,ainda assim acredito que fazer-se de cego é uma maneira de encarar o mundo.
Melhores dias virão,isso eu ouço desde a juventude,mas não se preocupe que um dia virão sim,mas antes é preciso mudar as pessoas,curar as maldades e amolecer os corações,antes é preciso entender que o mundo só vai para a frente quando se desconecta ao que o prende lá atrás...E esse talvez seja o maior mistério ainda não descoberto pela humanidade.
--Jennyfer A.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido a postagem
Conte-me o que achou *--*
Deixe seu link nos comentários para que eu possa retribuir a visita <3
Se preferir para deixar seu link use
Esse código para comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger
Edição e Design: Jennyfer Aguillar || Todos os direitos reservados © 2016