2 de novembro de 2015

BC:O que aprendi com as perdas

| |
"Eu aprendi sem a gramática que saudade não tem tradução..."
-Rosas de Saron


É inevitável que coisas,e pessoas,fiquem para trás quando seguimos em frente,mas isso não torna nada mais fácil e menos dolorido não é mesmo?!
É como quando sua mãe quis que você parasse de usar a mamadeira porque já era um "bebê grande",ou quando pediu para que você doasse suas bonecas e bichinhos de pelúcia porque já não era mais uma "criança".No começo você fez manha,chorou,pode até ter tentando resistir,mas o tempo passou e você amadureceu o suficiente para perceber que são simples pedacinhos de história que devem ficar no passado e que,de uma forma,ou de outra,você precisou seguir em frente.
O problema é que de mamadeiras você evoluiu às perdas materiais,perdeu escolhas,perdeu pessoas,perdeu fragmentos de si mesma que nem ao menos pensaria,algum dia,em perder.Foi massacrante,de certa forma,doeu mais do que deixar de lado a sua bonequinha preferida,mas nenhuma dor durou para sempre.
Por pior que tenha sido,após um ou dois dias você teve que se reerguer,seja por alguém que você amava,seja por si mesmo.Limpou as lágrimas,mesmo que elas insistissem em cair,e seguiu em frente mais uma vez.Você aprendeu que as perdas existem,mas que você tem que lidar com elas sozinha.
E as perdas trouxeram junto a saudade,essa insistente que não se contenta em apenas fazer doer,ela acaba com tudo,chega rasgando a alma e perfura o peito sem dó nem piedade.Mas a saudade também vai-se embora,meio sem querer,tenta permanecer,mas saí a força pela intenção de seguir adiante.
Aprendemos com as perdas que elas são necessárias para sermos melhores e mais fortes,que um dia ruim não acaba com todas as glórias dos dias bons e que a saudade continua se fazendo presente,e é bom sentí-la ás vezes para entendermos o que vale ou valeu a pena.
Perdas:o sinônimo de que se está crescendo.E que,independente de qualquer coisa,podemos curar as dores e seguir em frente.

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Olá!
    Poxa, eu fiquei emocionada com esse texto. Acho que as perdas geralmente refletem no que nos tornamos. Um tipo de mal que vem pro bem, sabe? Beijinhos.

    http://www.biancaeosbaloes.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee Bianca :D
      Obrigada :) Fico feliz que tenha gostado.
      Concordo,as perdas podem parecer ruins num instante,mas em outros,mostram como podemos ser :)
      Beijos ^.^

      Excluir
  2. Perder é sempre ruim... E ainda mais quando são coisas que a gente gosta! Mas, é como você falou no texto, perder é sinônimo de crescer. ;) Ótimo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Day.É isso mesmo :D
      Obrigada minha linda :D
      Beijos ^.^

      Excluir
  3. Se eu chorei? Chorei sim. Seu texto mexeu ainda mais com meu emocional, também escolhi esse tema, e confesso que foi difícil falar sobre as feridas que ainda doem.
    Mas a frase que você escreveu é perfeita: Perdas:o sinônimo de que se está crescendo.
    Um beijo Jenny ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awnn Cami,sua linda :D sei como é,dói,mas é preciso.
      Obrigada <3
      Beijos enormes ^.^

      Excluir

Obrigada por ter lido a postagem
Conte-me o que achou *--*
Deixe seu link nos comentários para que eu possa retribuir a visita <3
Se preferir para deixar seu link use
Esse código para comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger
Edição e Design: Jennyfer Aguillar || Todos os direitos reservados © 2016