Observações

| |
 
Uma mesa de um barzinho qualquer,meu olhar se encontra pousado em uma mesa triste,inconscientemente não consigo me desligar,eis a cena:
Parece que esse moço não percebe as lágrimas retidas no rosto daquela que o acompanha e não nota que a cara dela já nada tem de apaixonada.E talvez tenha sido só naquele verão que eles tenham,realmente pertencido um ao outro de alma e coração,mas ele nem sequer considera parar de fazer papel de idiota dando em cima da garçonete que passa.
Imagino o que tenha acontecido há três meses,quando seus olhos se cruzaram de relance pela rua e um sorriso disfarçado surgiu em cada um dos dois.E ele ficou torcendo para ela aparecer no dia seguinte,enquanto ela caprichou mais na maquiagem e fez o mesmo caminho mais lentamente para dar tempo de ele chegar.E depois de uns dois "esbarrões" ele criou coragem de dizer olá e esperar pela resposta dela.Ainda,depois de mais três encontros ela finalmente deixou ele a beijar e aceitou seu pedido de namoro,e ela recebeu as críticas dos familiares que achavam "cedo demais" ela namorar um cara que tinha acabado de conhecer,pois estava se sentindo realizada de uma forma que nunca sentira antes.
Mas então,quando a neve caiu ela não viu mais telefonemas todos os dias,nem abraços quentes,e as palavras já eram da boca para fora.Sentia as lágrimas escorrerem como as gotas na janela e ele,por insegurança,ou por ser ainda muito criança,não tentava se explicar,pedir desculpas,ou simplesmente mudar.
E assim o tempo continuava a passar,vi a garota se levantar para ir ao banheiro e instintivamente a segui,vi sua maquiagem borrada no espelho e ajudei a arrumar,mal conversamos,nem seu nome eu saberia dizer,só perguntei se estava tudo bem e ela respondeu que sim.Não me habilitei a aconselhá-la para ir embora,apenas disse que tudo iria passar.
Depois disso,vi a garota se levantar e dizer em alto e bom som "Você não me merece" e era justamente isso que eu pensava quando ela foi embora e ele começou a cantar outras garotas,foi assim,uma breve cena que interrompeu uma saída sem pretensões.
Mais um dia para guardar no álbum das vezes em que eu observo demais.

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Texto lindo Jenny! De vez em quando eu paro para observar bem detalhadamente o que acontece ao meu redor, mesmo sem perceber, rs. E que pena que muitas histórias de casais acontecem assim, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Vi :)
      Pois é,é inevitável não prestar atenção ao que acontece a nossa volta rs
      Aham,é triste :(
      Obrigada por comentar :D
      Beijos ^.^

      Excluir
  2. Muito lindo esse texto *-* Gosto muito de parar para observar meu redor , as vezez as melhores coisas passam despercebidas.
    Bjnhs

    http://karoline-o-meu-melhor.blogspot.com/2015/10/tchauzinho.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Karol *--* Somos observadores natos rsrs
      Verdade :)
      Beijos ^.^

      Excluir

Obrigada por ter lido a postagem
Conte-me o que achou *--*
Deixe seu link nos comentários para que eu possa retribuir a visita <3
Se preferir para deixar seu link use
Esse código para comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger
Edição e Design: Jennyfer Aguillar || Todos os direitos reservados © 2016